DívidasNotícias

3 dívidas para evitar

0

Estar endividado não é bom, mas algumas dívidas podem ser pior do que outras. Veja, hoje, 3 dívidas para evitar.

1) Cheque especial

Uma regra importante de observar é a seguinte: se o crédito é fácil demais, muito provavelmente a taxa de juros é altíssima. No que diz respeito ao cheque especial, trata-se de uma das maiores taxas de juros. Não é incomum termos taxas de juros de cheque especial de cerca de 300% ao ano. Vale dizer, enquanto aquele seu dinheiro suado que está investido rende cerca de 6% ao ano, o banco lucra de você 300% ao ano caso opte por utilizar o cheque especial.

2) Rotativo do cartão de crédito é outra das dívidas para evitar

Temos, aqui, outra dívida cuja taxa de juros se aproxima de 300% ano ano. Esse tipo de dívida é muito perigosa e facilmente pode se converter em uma bola de neve. Ou seja, chega a fatura, você não consegue pagar inteira, opta pelo pagamento mínimo. No mês seguinte chega, novamente, a fatura, já carregada de juros. Se livrar dessa situação pode ser muito difícil. Por isso, todo cuidado é pouco.

É provável que você goste:

23 milhões têm dívidas de até R$ 500, revela Serasa

Como ganhar dinheiro na internet vendendo conteúdo

3 dicas para sair das dívidas e manter a conta no azul

3) Dívidas longas sem planejamento

Qualquer comprometimento financeiro a longo prazo exige um planejamento adequado. Por exemplo, um financiamento imobiliário, caso seja necessário, pode perdurar por grande parte da sua vida. Avalie bem a situação, veja se é o melhor negocio a ser feito e prepare o seu bolso para essa despesa recorrente durante anos a fio. Fazer uma dívida dessas sem planejamento é correr um grande risco de não conseguir saldá-la e, com isso, sofrer todas as consequências desse ato.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o Dinheiropédia no Facebook e no Instagram. Além disso, não deixe de acompanhar todos os nossos conteúdos semanais sobre finanças, educação financeira, empreendedorismo e investimentos.

 

Felipe Bertoni
Empreendedor, Especialista em Gestão Empresarial, Doutorando em Direito e eterno aprendiz. Sua maior força de caráter é a curiosidade. Apaixonado por estudar, aprender e buscar conhecimento. Acredita que a informação de qualidade tem potencial de transformar a vida das pessoas. Cofundador do Dinheiropédia.

    3 dicas para sair das dívidas e manter a conta no azul

    Anterior

    O que é e como funciona o dropshipping?

    Próximo

    Talvez você goste



    Deixe seu comentário

    Mais em Dívidas